Header

XV e Comercial continuam rivalidade neste sábado, no Barão

Foto: Gustavo Sousa

POR MAURO ADAMOLI –ORIGINAIS DA BOLA– (REDAÇÃO PIRAMUNDO)

O XV de Piracicaba enfrenta o Comercial neste sábado (5), às 17h, no Estádio Barão da Serra Negra, pela terceira rodada da terceira fase da Copa Paulista. O confronto vale a liderança da chave, já que ambos estão empatados com quatro pontos, mas o Nhô Quim leva vantagem no saldo de gols (dois a um). Sabemos que o Comercial é uma equipe jovem, tem muita determinação e tem dado trabalho para os adversários. Não entraram como favoritos, mas ao longo da competição se credenciaram a isso e sabemos que na nossa chave os dois jogos diante deles definirá muita coisa”, disse o meia Danilo Bueno sobre o adversário.

O Bafo tem melhor campanha que o Nhô Quim na somatória das fases, mas o atacante Mateus Oliveira não vê vantagem neste aspecto para a equipe de Ribeirão Preto. “O campeonato está afunilando, são apenas oito equipes e a pontuação geral não significa muito nesta fase. Na última, entramos com a maior pontuação do grupo e foi muito difícil se classificar. O Mirassol é um exemplo, que entrou como o pior dos classificados e venceu os seis jogos, inclusive dois contra nós. Acho que o que define é o momento e a campanha fica fora de campo”, disse o atacante.

Por fim, uma das principais notícias da semana no futebol brasileiro foi a divulgação do calendário para a temporada 2020, no qual a Série D (que o XV disputará se vencer a Copa Paulista) teve sua primeira fase ampliada, de quatro para oito equipes no grupo, com cada equipe jogando no mínimo 14 jogos ao invés de seis. “A dificuldade mesma, em razão da logística. Como estava no Norte, os voos atrapalhavam muito, mas aqui em São Paulo acho que não mudará muito, acho que até beneficiará o jogador, já que terá mais tempo de trabalho para chegar as finais. Na primeira fase é bom esse aumento de jogos, já que antes (seis jogos), se você perdesse uma partida em casa, a dificuldade em se classificar é maior, e além de serem desclassificados, os atletas ficavam desempregados, portanto, eles também pensaram neste lado, que é melhor para o jogador”, completou.

HISTÓRIA

A rivalidade entre XV e Comercial começou na Série A3 de 2010. Na ocasião, as equipes estiveram no mesmo grupo que Ferroviária e XV de Jaú, sendo que os dois primeiros subiam para a segunda divisão. A Ferrinha conquistou a classificação na penúltima rodada, deixando com o Nhô Quim e o Bafo uma disputa pessoal pela última vaga, já que ambos se enfrentariam em Ribeirão Preto, com o XV jogando pelo empate. 

A partida estava empatada em 0 a 0 até os 45 minutos do segundo tempo, quando o Comercial abriu o placar, que foi anulado pela arbitragem por falta no goleiro do XV. Com o empate, o Nhô Quim voltou para a segunda divisão, enquanto que os torcedores do Leão do Norte reclamam até hoje em razão daquele lance.

RÁDIO PIRAMUNDO COM OS ORIGINAIS DA BOLA.
AQUI, O FUTEBOL VAI ALÉM DAS QUATRO LINHAS!

0

ASSINE PARA RECEBER NOVAS PUBLICAÇÕES

1