Header

XV vence o Mirassol e se classifica diante mais de 10 mil pessoas

POR MAURO ADAMOLI – OS ORIGINAIS DA BOLA– (REDAÇÃO PIRAMUNDO)

Após uma noite histórica e dramática, o XV de Piracicaba, diante de mais de 10 mil torcedores, venceu o Mirassol por 1 a 0, gol de Gilberto Alemão, e está classificado pela terceira vez em sua história para a final da Copa Paulista, sendo a segunda em quatro anos. O adversário será o São Caetano, que mais cedo, eliminou o EC São Bernardo. O primeiro jogo será em Piracicaba, enquanto que a volta acontecerá em São Caetano do Sul, em datas que ainda serão divulgadas pela FPF (Federação Paulista de Futebol).

Além de disputar mais uma final, o Nhô Quim disputará uma competição nacional em 2020, já que o campeão da Copa Paulista poderá escolher entre disputar o Campeonato Brasileiro Série D ou a Copa do Brasil e, o vice ficará com a competição recusada pelo campeão.

Neste duelo, o Mirassol foi a primeira equipe a chegar ao ataque e quase abriu o placar com um minuto de jogo. O volante Maicon recebeu de Neto Moura e bateu de fora da área. O goleiro Luiz Fernando tocou na bola, porém ela escapou e para a sorte do XV, a bola bateu na trave e voltou para o goleiro do Nhô Quim. Dois minutos depois, Gabriel Taliari recebeu cruzamento da esquerda e cabeceou, mas Luiz Fernando defendeu sem dificuldades. Após jogada ensaiada de escanteio, Renan bateu rasteiro, mas sem direção. O Nhô Quim respondeu em cobrança de falta de Cássio Gabriel, que encontrou Gilberto Alemão na área, contudo a bola não chegou para Macena no segundo pau.

A primeira grande chance do XV veio aos 18 minutos, com Cássio Gabriel, que aproveitou roubada de bola e bateu forte de fora da área, acertando o travessão de Matheus. Dois minutos depois, em contra-ataque do Mirassol, Rafael Silva ajeitou para Juninho, que bateu de primeira, mas a bola saiu pela esquerda, raspando a trave de Luiz Fernando. Aos 22 minutos, Raphael Macena e Misael inverteram os papéis, com o artilheiro cruzando para o meia, que cabeceou na pequena área, porém Matheus defendeu no reflexo, evitando o primeiro gol do XV.

Após tanto pressionar, o XV abriu o placar aos 26 minutos. Peri bateu escanteio com perfeição para Gilberto Alemão, que fora da grande área, subiu no terceiro andar para colocar a bola no ângulo do goleiro Matheus. Aos 33 minutos, após roubada de bola e boa jogada de Feijão, Simião arriscou de fora da área, todavia a bola passou longe do gol. O Mirassol respondeu aos 39 minutos com Juninho que, de dentro da área, cortou a marcação e chutou para o gol, porém Luiz Fernando agarrou. Aos 42 minutos, após bela jogada entre Cássio Gabriel e Kadu Barone, a zaga afastou mal e a bola sobrou para Simião, entretanto a bola explodiu no travessão novamente.

No segundo tempo, o XV chegou aos cinco minutos com Macena, porém o goleiro do Mirassol defendeu em dois tempos. O Mirassol chegou com perigo com Claudinho, que pegou sobra na pequena área e bateu no travessão de Luiz Fernando. O XV respondeu aos 15 minutos. Após jogada pela esquerda, Kadu Barone bateu para o gol, mas foi bloqueado. Na sobra, Luizinho conduziu a bola e esperou a ultrapassagem de Feijão, que bateu cruzado. A bola passou na frente do gol de Matheus, todavia saiu pela linha de fundo.

Aos 20 minutos, Kadu Barone deixou dois marcadores do Mirassol para trás e rolou para Luizinho, que cortou para o meio e chutou pra fora. Na sequência, Kadu serviu Macena, que bateu cruzado e a bola saiu pela linha de fundo. Aos 26 minutos, Luizinho pegoua bola de fora da área, mas mandou à esquerda do gol adversário. Três minutos depois, Luizinho recebeu da esquerda, puxou para a linha de fundo e cruzou no meio da área, porém a zaga do Mirassol afastou. No escanteio, Alemão cabeceou pra fora.

Apagado no segundo tempo, Taliari voltou a levar perigo apenas aos 32 minutos, porém Luiz Fernando encaixou mais uma. Aos 34 minutos, após bela jogada de Kadu Barone, que cruzou no meio da área, Macena bateu de primeira, mas a bola subiu muito e saiu pela linha de fundo.

Nos minutos finais, a partida ficou paralisada em aproximadamente quatro minutos, em razão de uma briga generalizada entre os jogadores de ambas as partidas, resultando em dois cartões amarelos (Luizinho do XV e Gabriel Leite do Mirassol) e um cartão vermelho, dado para Kadu Barone.

Aos 50 minutos, Claudinho fez bela jogada e rolou para João Denoni, que bateu da entrada da área, contudo a bola desviou em Rafael Silva (Mirassol) e saiu pela lateral. Três minutos depois, Rafael Silva cabeceou com perigo, porém Luiz Fernando, seguro mais uma vez, defendeu, o que foi o último suspiro do Mirassol.

RÁDIO PIRAMUNDO COM OS ORIGINAIS DA BOLA.
AQUI, O FUTEBOL VAI ALÉM DAS QUATRO LINHAS!

0

ASSINE PARA RECEBER NOVAS PUBLICAÇÕES

1